Pular para o conteúdo principal

Questões sobre Gênero e Sexualidade


Figura Reprodução
  Ana Maria Louzada

Refletir sobre Gênero e Sexualidade com as crianças e adolescentes no cotidiano das práticas pedagógicas, é de fundamental importância, tendo em vista que o cotidiano escolar revela as marcas vividas no contexto das práticas sociais e culturais.

Os sujeitos se formam no cotidiano da interlocução entre o “eu e o/a outro/a”, de modo que nessa interlocução são produzidos dizeres que falam do “eu” e do/a “outro/a”, isto é, que revelam o que se espera de cada sujeito no tempo espaço vivido.

É nessa trama entre os dizeres e os modos de pensar sobre quem somos, por que somos e como somos, que se revelam as relações de gênero e de sexualidade, marcadas por estereótipos, preconceitos, intolerâncias, enfim, por relações de poder entre homem-mulher/macho-fêmea, dentre outras, que vêm se perpetuando ao longo da história da humanidade.

Ao destacarmos as referidas relações de poder, queremos chamar atenção para as enunciações que permeiam o cotidiano das práticas sociais e culturais das crianças e adolescentes no decorrer dos tempos e espaços em que, por exemplo, assistem aos desenhos animados.

Não propomos a retirada dos desenhos animados, mas salientamos a importância de conhecer o que as crianças e adolescentes estão se apropriando das diversas e diferentes histórias contadas pelos mesmos, bem como a importância de estarmos atentas/os aos modos como estão objetivando os conceitos apropriados ao longo das horas que ficam em frente à televisão ou ao computador.

Considerando tais questões como você dialogaria com as crianças e adolescentes sobre o desenho a seguir?

Postagens mais visitadas

DETALHANDO A SEQUÊNCIA DIDÁTICA

Este artigo faz parte das reflexões sobre a concepção de Projeto de Estudos, Sequência Didática e Atividades que constam nos artigos que publicamos anteriormentenesse blog.

- Projeto de Estudos: Implicações no Processo de Constituição da ConsciênciaCrítica;
- A Sequência Didática como parte do Projeto de Estudos
- Atividades Significativas: Possibilidades de Experiências Concretas e Reais.

 Sugerimos a leitura dos referidos artigos antes de refletir sobre as questões que apresentamos a seguir.

SITUAÇÃO DE ENSINO APRENDIZAGEM
Ana Maria Louzada
Para que possamos compreender o que significa Situação de Ensino Aprendizagem (SEA), necessário se faz retomarmos e destacarmos o conceito de projeto de estudos, atividade e sequência didática.

Nesse sentido, o projeto de estudos seria a organização macro de uma temática de estudos num processo de interlocução com/entre diferentes áreas do saber. Com base nos objetivos e metas de um projeto de estudos destacam-se as atividades a serem implementadas e que…

A SEQUÊNCIA DIDÁTICA COMO PARTE DO PROJETO DE ESTUDOS

Este artigo é uma continuidade das questões apresentadas em "Projeto de Estudos: Implicações no processo de constituição da consciência crítica".

Refletindo sobre Sequência Didática
Ana Maria Louzada
Na tentativa de demarcar uma nova proposta de organização do trabalho pedagógico, bem como de romper com as proposições ora intituladas de projetos de trabalho e/ou pedagogia de projetos, alguns teóricos vêm indicando a sequência didática, como forma de organização do trabalho a ser realizado no lócus da escola. Nesse sentido concebem o projeto e a sequência didática como propostas diferentes.

Observamos também, proposições de organização do trabalho pedagógico por meio de projetos como sinônimo de sequência didática. Assim, temos nos deparado com propostas ora intituladas de sequência didática, ora de projeto didático, e, ainda em determinadas situações de atividades.

Percebemos ainda, que dependendo das questões abordadas, o foco está na técnica realizada, no passo a passo da sequê…

A IMPORTÂNCIA DA EDUCADORA INFANTIL: Conhecimento, Aprendizagem, Desenvolvimento, Emoção, Afetividade, Sentimento e Interação

Nesse post destacamos as categorias de vivência e afetação, bem como de emoções, afetividade e sentimentos, sempre num processo de análise sobre a relação dessas categorias no contexto das relações pedagógicas, suas implicações nas funções da Educadora Infantil e consequentemente no processo de aprendizagem e desenvolvimento infantil.

Os slides a seguir constituem uma síntese das discussões que realizamos nas palestras e cursos sobre a referida temática.


















BRINCADEIRAS DE CRIANÇAS... COMO É BOM!

Trabalhar com as crianças exige compreendê-las. 

Exige também, reconhecer as suas reais necessidades. 

Necessidades que são próprias do tempo espaço da infância.


Quando a criança tem oportunidade de aprender os conhecimentos por meio de situações lúdicas, ela se envolve mais.
O envolvimento com as situações de brincadeiras as instiga compreender melhor as questões de estudos, além de oportunizar a sua inserção nos debates próprios da sua idade.